Pregos Emocionais!


Pensando aqui como é fácil e confortante ficar no lugar da vítima, naquele lugar onde fico contabilizando o que me faltou, o que meus idealizados pais não me deram, meus amigos ou relacionamentos não supriram... muito fácil e cômodo ficar no pensamento mágico, de que tudo vai se resolver instantaneamente e de forma miraculosa, ou então ficar no pensamento heroico que me faz acreditar que sou extraordinário. iluminado, completamente bom e excepcionalmente especial, projetando assim minhas deficiências e culpas sempre no outro, nas circunstâncias ou lugares em que me acho vitimizado.

Em seu livro "A passagem do meio", James Hollis dá uma dica interessante: è preciso sair do pensamento "mágico", sair do pensamento "heroico" e definitivamente assumir o pensamento "real". Parar de culpar o que não tivemos, nos liberar e liberar nossos pais, liberar todos aqueles que buscamos como fonte de suprimento das nossas carências e ficar com o que é real. Neste real está nossa incompletude, nossa humanidade e toda a força que precisamos para ser plenos num cenário bem longe daquele dos contos de fadas.

De alguma forma todos nós somos feridos, nosso ego faz o papel de proteção nos deixando na zona de conforto e nas eternas projeções.


Se isso fez sentido a você, se acredita que olhar para os seus pregos emocionais pode ser libertador, estamos juntos neste processo!!!


Posts recentes

Ver tudo

3ª Avenida, nº 601, Sala 303, Centro

Balneário Camboriú/SC - Brasil - CEP 88.330-087